Viagem

Luxuosos hotéis eco-friendly

Experiências de hospedagem ambientalmente correta vão desde vilas em praias paradisíacas até hotéis sustentáveis em meio a reservas naturais

 

A consciência ecológica está cada vez mais em alta. Por isso, qualquer ocasião é válida para reduzir a “pegada de carbono” – inclusive as férias. Quem gosta de viajar e busca por opções de hospedagem ambientalmente conscientes pode ter boas surpresas conferindo nossa seleção de hotéis eco-friendly. Uma variedade enorme de acomodações sustentáveis pode ser encontrada no mundo todo, provando que o luxo e a tecnologia podem andar de mãos dadas com o respeito ao meio ambiente.

Nesse sentido, diversos hotéis e resorts têm desenvolvido soluções criativas, que beneficiam o turismo e estimulam a economia local, sem prejudicar ou interferir nos ecossistemas onde se encontram. Construídos com materiais sustentáveis, estimulando o consumo consciente e servindo produtos regionais para minimizar ao máximo o impacto causado pelas atividades turísticas, essa seleção de dez “hotéis verdes” permite apreciar belezas naturais ao redor do mundo de maneira não invasiva, uma prática que só tende a crescer.

 

Alila Villas Soori Resort – Bali, Indonésia

Localizado na costa sul da ilha de Bali, na Indonésia, o resort oferece aos hóspedes um ambiente relaxante, em contato direto com a natureza. Entre campos de arroz e praias exóticas, as vilas foram projetadas em perfeita harmonia com o meio ambiente e respeitando padrões internacionais de sustentabilidade.

O resort investe no consumo eficiente dos recursos naturais, reaproveitando totalmente a água da chuva. Além disso, a maior parte dos ingredientes, insumos e serviços utilizados em suas instalações são de fornecedores da região. Isso inclui as pedras aplicadas na construção dos quartos, que incorporam rochas vulcânicas da ilha, aliadas a uma abundância de plantas locais.

 

Blue Apple – Cartagena, Colômbia

Escondido ao sul da ilha de Tierra Bomba, a apenas 30 minutos de Cartagena, na Colômbia, o Blue Apple é um beach club e hotel boutique, com restaurante próprio. Os visitantes são atraídos, inicialmente, pelas belíssimas paisagens naturais, mas se surpreendem também com as comidas típicas e a vibrante cultura local. As praias desertas e o número reduzido de quartos tornam o hotel ainda mais exclusivo.

O destaque do empreendimento, no entanto, é a consciência ecológica de seus proprietários. Eles fazem parte de uma iniciativa denominada Green Apple, que já removeu 17 toneladas de lixo de aterros para construir uma estrutura de compostagem completa (que inclui fazendas de minhocas). Além disso, foram construídas dez hortas orgânicas e dois centros de separação de embalagens, que reutilizaram mais de 6 mil garrafas de plástico e milhares de cascas de coco.

 

Garonga Safari Camp – Phalaborwa, África do Sul

Com apenas 12 quartos em formato de tendas, o Garonga Safari Camp, na África do Sul, é um empreendimento ambientalmente consciente que apoia a economia local, empregando pessoas da comunidade e utilizando recursos naturais da própria região sempre que possível em seus processos. Os hóspedes podem jantar em um deck ao ar livre, sob as estrelas, e também são convidados a fazer uma compensação ambiental por meio do plantio de árvores.

As instalações do hotel foram projetadas para se confundirem com as paisagens africanas, já que se encontram dentro de uma reserva natural. Como se trata de uma área de conservação, os visitantes podem ter contato com os animais selvagens do parque, de maneira não intrusiva, no que a filosofia do empreendimento chama de “safari para a alma”. A ideia é que essa experiência ofereça aos hóspedes um momento de reflexão e inspiração junto à natureza.

 

h2hotel – Healdsburg, Estados Unidos

Discreto e ao mesmo tempo sofisticado, esse hotel eco-friendly é voltado a turistas que valorizam iniciativas sustentáveis. Localizado em Healdsburg, no estado norte-americano da Califórnia, o h2hotel possui um “telhado verde” em forma de ondas, que reutiliza a água da chuva e reduz seu impacto ambiental, ao mesmo tempo em que mantém a temperatura dentro do prédio.

Com seus 36 quartos eco-chic, todos com balcões ou pátios privativos, o hotel oferece uma estética simples e harmônica, com soluções criativas de design – que incluem pisos sustentáveis de bambu, tapetes e robes com materiais totalmente orgânicos. Os painéis de energia solar aquecem a piscina e a água dos banheiros. Além disso, o restaurante, o bar e o spa do hotel utilizam produtos locais. Para completar a experiência, os hóspedes podem emprestar bicicletas para explorar de maneira ecológica o comércio da cidade.

O h2hotel conta com o selo LEED NC (Leadership in Energy and Environmental Design – New Construction) 2.2 Gold Certified Green, devido aos seus padrões de sustentabilidade. Trata-se de um sistema que promove soluções no design e na construção de “edifícios verdes” altamente funcionais, mas mantendo o conforto para os usuários. Isso quer dizer que tudo no hotel foi projetado para economizar energia, água e recursos naturais, reduzindo o desperdício e o descarte.

 

Hix Island House – Vieques, Porto Rico

Um oásis tropical nas ilhas caribenhas, em Porto Rico, a Hix Island House oferece aos hóspedes um refúgio ao mesmo tempo rústico e elegante, totalmente sustentável e integrado à natureza. Sua arquitetura, projetada por John Hix, segue os conceitos de “menos é mais”, além de favorecer a ventilação e a iluminação naturais. Os equipamentos são carregados via energia solar, a água da chuva é reaproveitada e devolvida ao meio ambiente.

A proposta arquitetônica é de adaptar as construções ao meio ambiente, sem interferir nele de maneira agressiva. Todas as casas foram estrategicamente posicionadas e construídas com materiais orgânicos. A ideia é fazer com que os hóspedes se sintam em um camping, só que muito mais luxuoso e confortável. Entre as amenidades, além das praias maravilhosas, os visitantes podem praticar yoga ao ar livre, entre as árvores e os pássaros.

 

Hoshinoya Karuizawa – Nagano, Japão

As cores neutras, linhas contínuas e imensas janelas que compõem a arquitetura do Hoshinoya Karuizawa foram projetadas de forma tão harmônica com seu entorno que dão a impressão de fazerem parte da paisagem natural. Localizado próximo a Tóquio, no Japão, o refúgio em meio a espelhos d’água e árvores centenárias (que florescem de maneira esplendorosa ao longo do ano) se encontra aos pés do Monte Asama. Nesse resort eco-friendly, o respeito ao meio ambiente é tratado como missão e inspiração. O local é também um verdadeiro santuário para pássaros selvagens.

O rio exerce papel essencial no abastecimento do Hoshinoya Karuizawa com energia hidroelétrica. Um sistema simples, chamado Energy In My Yard (EIMY), supre 70% da necessidade energética do resort, inclusive para os confortáveis pisos aquecidos. Os banhos quentes também são famosos, tendo atraído grandes escritores ao longo das décadas. A casa de banhos Tombo-no-yu foi construída especialmente para que os hóspedes possam acessar as águas de baixa alcalinidade da região – tanto em saunas quanto em banheiras de pedra, internas ou ao ar livre. Escondido do mundo, esse resort totalmente integrado à natureza permite relaxar de maneira luxuosa, ouvindo apenas os sons da floresta, dos pássaros e das águas.

 

Lefay Resort & Spa – Lago di Garda, Gargnano, Itália

Com uma vista espetacular do Lago di Garda, na Itália, as várias estruturas desse resort cinco estrelas estão integradas aos declives do terreno para reduzir ao máximo o consumo de energia. O foco do Lefay Resort & Spa está no bem-estar, tanto dos hóspedes quanto da natureza ao redor. Além do design consciente, que respeita o traçado das colinas e utiliza madeiras e pedras da região, o resort coleta a água da chuva (que é usada para irrigação) e tem uma política sustentável de colega de lixo.

O conceito culinário do hotel, denominado Vital Gourmet, valoriza a ética no uso dos ingredientes, com fornecedores locais de produtos orgânicos, que variam de acordo com a estação do ano. Além disso, a rede Lefay Resorts foi a primeira no setor de turismo italiano a assinar um acordo com o Ministério do Meio Ambiente, com projetos destinados a neutralizar as emissões de gás carbônico. A empresa possui um Relatório de Sustentabilidade, para acompanhar de perto a administração dos recursos naturais no resort, tendo recebido diversas certificações internacionais.

 

Park Hyatt Hadahaa – Ilhas Maldivas

O Park Hyatt Hadahaa, nas Ilhas Maldivas, foi projetado para integrar conforto e modernidade ao meio ambiente, oferecendo aos visitantes desse verdadeiro paraíso o que há de mais luxuoso em hospedagem. Várias instalações do resort foram construídas sobre as águas do Oceano Índico, para minimizar a interferência na natureza. Por conta de seu design e construção eco-friendly, o hotel foi o único nas Maldivas a receber certificações prata pelo grupo EarthCheck e ouro pelo Green Globe. Já o centro de mergulho e de atividades do resort, Blue Journeys, recebeu o prêmio PADI Green Star por seu desempenho em “iniciativas verdes” e práticas que apoiam a conscientização e a conservação ambiental.

O comprometimento do Park Hyatt Hadahaa em promover o turismo sustentável é exemplar, com práticas que envolvem desde as operações internas até o atendimento aos hóspedes. Logo após sua construção, foi realizada uma avaliação do impacto ambiental, com um projeto voltado à preservação dos ecossistemas naturais, principalmente os corais e a rica vida marinha da região. Além disso, o resort se orgulha de manter a ilha o mais próximo possível de suas condições originais. Apenas os caminhos estritamente necessários foram abertos em meio à vegetação, mantendo as folhas caídas no chão e permitindo que sirvam de adubo para as árvores.

A coleta de chuva também é realizada, sempre com foco na conservação de energia, de água e de combustível, com regras estritas no que diz respeito ao gerenciamento e à reciclagem do lixo. Para reduzir o descarte, o consumo de garrafas plásticas de água foi substituído por garrafas de vidro e as cápsulas de café utilizadas no hotel são todas biodegradáveis. O resort valoriza a mão de obra de moradores da ilha e também busca utilizar produtos regionais em suas atividades. Até mesmo os pescadores locais foram capacitados pela equipe do Park Hyatt, para que a fauna e a flora marítima sejam preservadas.

 

Six Senses – Con Dao, Vietnam

O Six Senses Con Dao, no Vietnam, é um resort cinco estrelas que foi reconhecido pela National Geographic Traveler como um dos locais de hospedagem mais ecológicos do mundo. Todo construído com materiais sustentáveis, possui uma estrutura pensada para maximizar a circulação de vento e reduzir a necessidade de ar-condicionado. Sua arquitetura reflete a essência de uma tradicional vila de pescadores, unindo de maneira agradável conforto e simplicidade.

Toda a equipe do resort é comprometida com a responsabilidade social e ambiental, tanto na conscientização dos visitantes quanto na redução de sua própria “pegada de carbono”. A proposta do Six Senses é de ser um hotel remoto, mas ao mesmo tempo acessível, que permite aos hóspedes apreciarem tanto as praias quanto as matas que cercam a região, uma reserva nacional protegida. Com paisagens deslumbrantes e amenidades que promovem o relaxamento (incluindo tratamentos de spa, excursões e atividades aquáticas), trata-se de um lugar perfeito para escapar da correria da vida urbana sem desrespeitar a natureza.

 

Vivood – Benimantell, Espanha

Com uma vista impressionante do Vale de Guadalest, na Espanha, esse hotel da rede Vivood (pioneira em acomodações sustentáveis, oferecendo aos viajantes a oportunidade de experimentar as paisagens sob novas perspectivas) foi criado pelo jovem arquiteto e empreendedor Daniel Mayo. Seu estúdio se especializa em projetos de pequeno porte, extremamente comprometidos com a conservação ambiental. Tanto que, para construir a estrutura minimalista de 25 suítes independentes do Vivood em Benimantell, Mayo mergulhou em estudos sobre arquitetura sustentável.

O “hotel paisagem” é voltado ao público adulto, principalmente casais. Nele, os hóspedes têm a oportunidade de relaxar em suas jacuzzis privativas, observando o vale e se reconectando com a natureza. Também é possível realizar trilhas na Aitana, a mais alta montanha da região. Entre as iniciativas “verdes” da rede hoteleira, estão o cuidado com a preservação dos ecossistemas, a adaptação das construções ao terreno (com fundações removíveis e livres de concreto), os sistemas para reaproveitamento de água e baixo consumo de energia (por meio de painéis solares), além do uso exclusivo de veículos elétricos na propriedade.

 

Confira uma seleção especial de propriedades eco-friendly na Esquema Imóveis, nos bairros paulistanos de Jardim AméricaAlto de Pinheiros e também em Trancoso/BA.

 

Spread the love