Viagem

As cachoeiras mais exuberantes do mundo

Cataratas do Iguaçu, Niagara Falls e Gullfoss são algumas das cachoeiras incríveis que você pode visitar em sua próxima viagem

 

Com o retorno de muitas atividades, pós-pandemia, as pessoas também voltam a planejar viagens. Durante o isolamento, a falta de estar em contato com a natureza levou muita gente a procurar por imóveis com mais espaços verdes. Essa reaproximação com os ambientes naturais também pode acontecer na programação de férias. Por isso, selecionamos aqui algumas das cachoeiras mais extraordinárias existentes no mundo, locais em que as paisagens naturais dão verdadeiros shows de beleza e grandiosidade.

 

  1. Niagara Falls, Canadá e Estados Unidos

Verdadeira maravilha da natureza, Niagara Falls é sem dúvida um dos conjuntos de cachoeiras mais conhecidos do planeta. Na fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá, as cataratas recebem até 20 milhões de visitantes todos os anos. Embora tenha “apenas” 1.203 metros de comprimento, conta com um volume de água impressionante (7.000 metros cúbicos por segundo), que está entre os maiores do mundo. Niagara Falls é dividida em três partes diferentes: American Falls (Cataratas Americanas), Bridal Veil Falls (Véu da Noiva) e Horseshoe (Ferradura) ou Canadian Falls (Cataratas Canadenses).

 

  1. Plitvice Waterfalls, Croácia

O Plitvice Lakes National Park é patrimônio tombado e protegido pela UNESCO, conhecido por seus inúmeros lagos formados por cascatas. Ao todo, são 16 lagos com cachoeiras e espelhos d’água de límpidas cores esmeralda e azul turquesa. A água que percorre as rochas criou barreiras naturais, ao longo de milhares de anos, resultando também em rios e cavernas. A cada ano, milhares de visitantes se dirigem ao parque natural, para conhecer as paisagens maravilhosas de Plitvice.

 

  1. Havasu Falls, Estados Unidos

Em meio à árida paisagem do estado de Arizona fica Havasu Falls, a cachoeira mais fotografada de todo o Grand Canyon. Ela está localizada em um local remoto e de difícil acesso, na reserva indígena de Havasupai. Com 30 metros de altitude, a queda d’água se destaca em meio às pedras avermelhadas e desemboca em um lago de azul intenso. Seu barulho pode ser ouvido a um quilômetro de distância, ecoando nas rochas. O lago é cercado por uma “prainha” arenosa, com árvores para o descanso dos visitantes.

 

  1. Kaieteur Falls, Guiana

Em um recanto da floresta amazônica, no território pertencente à Guiana, está uma cachoeira com 226 metros de altura (considerada uma das cascatas de queda única mais altas do mundo) e volume de água de 663 metros cúbicos por segundo. Kaieteur Falls desemboca no rio Potaro, onde forma diversas outras pequenas cascatas, além de estar cercada por uma vegetação tropical exuberante.

 

  1. Gullfoss, Islândia

Gullfoss (Cataratas Douradas) é uma das atrações mais famosas da Islândia. Situada no rio Hvítá, que se origina do lago glacial Langjokull, a cachoeira recebeu esse nome por conta dos sedimentos que tornam suas águas douradas à luz do sol. Com 32 metros de altura, a queda d’água possui dois níveis, em ângulos de 90 graus, que caem por uma cratera no solo (tanto que, à certa distância, o rio parece desaparecer e a cachoeira só pode ser admirada em sua plena extensão de perto). Essa caraterística incomum torna sua visita ainda mais memorável e inesquecível. Ainda na Islândia, outra cachoeira que vale a pena conhecer é Dettifoss, localizada em um parque nacional, no cânion de Jökulsárgljúfur.

 

  1. Weeping Wall, Estados Unidos

A cachoeira, situada na ilha de Kauai, no Havaí, conta com uma série de cascatas que descem por uma parede de 1.544 metros. O nome Weeping Wall (Muro que Chora), deve-se à irregularidade das rochas, que dão a impressão de que a parede está literalmente vertendo água de vários pontos diferentes. As partes mais altas da cachoeira estão normalmente cobertas por nuvens, já que o local é o segundo que mais recebe chuvas no mundo inteiro. O pico do antigo vulcão onde a cascata se encontra pode ser visto através das nuvens apenas 20 dias durante o ano todo. Nessa época, vale a pena sobrevoar a cratera de helicóptero, para observar a paisagem em toda a sua beleza.

 

  1. Yosemite Falls, Estados Unidos

Os Estados Unidos certamente concentram alguma das cachoeiras mais fenomenais do mundo. Localizada em um dos parques naturais mais belos do país, na Califórnia, Yosemite Falls é a queda d’água mais alta da América do Norte e a quinta em altura no mundo. Com três quedas distintas, tem 739 metros e é alimentada pela neve que derrete do topo da montanha, normalmente nos meses de maio ou junho. Em geral, seu volume diminui consideravelmente, chegando até mesmo a secar, em agosto. No entanto, em seu período de glória, o barulho das águas pode ser ouvido em diversas partes do Yosemite Valley. Entre as vantagens de conhecer essa cachoeira está a facilidade no acesso e a possibilidade de percorrer diversas trilhas, além da maravilhosa vista do vale.

 

  1. Angel Falls, Venezuela

Angel Falls se localiza no parque nacional de Canaima, uma área de floresta equatorial preservada pela Unesco. Trata-se da queda d’água permanente mais alta do mundo, com 979 metros. A altura é tão grande que, antes de atingir o solo, as gotas de água são transformadas em névoa pelo vento. Embora os povos indígenas chamem o local de Kerepakupai-mer, o nome Angel Falls se origina do piloto norte-americano Jimmy Angel, que “descobriu” a cachoeira em suas explorações em busca de ouro, em 1937. Embora seu acesso, em meio à mata tropical, seja um pouco mais difícil do que as outras cachoeiras da lista, essa é certamente uma eco aventura que vale a pena.

 

  1. Victoria Falls, Zimbábue e Zâmbia

Victoria Falls representa a maior “cortina d´água” existente em todo o mundo. Uma vista simplesmente espetacular, ela delimita os territórios de Zimbábue e Zâmbia, no sul da África. São aproximadamente 2 quilômetros de extensão, com uma cratera de 108 metros de altura. O penhasco de onde a água cai transforma o calmo rio Zambezi em um turbilhão de água, em meio à floresta. O local também é tombado pela Unesco como patrimônio natural e permite aos visitantes uma experiência simplesmente espantosa. Para quem percorre as trilhas próximas às quedas, é inevitável também sair completamente molhado, por isso a dica é colocar uma capa de chuva na bagagem.

 

  1. Cataratas do Iguaçu, Brasil e Argentina

Claro que nosso país não poderia ficar de fora nesta lista. Uma das grandes maravilhas naturais do planeta, as Cataratas do Iguaçu são uma visão absolutamente memorável, tanto das trilhas e mirantes localizados no Brasil (em Foz do Iguaçu, no Paraná) quanto no lado argentino (Puerto Iguazú). São mais de 270 cascatas, com alturas que vão até 60 metros, espalhadas em 2 quilômetros de extensão, em uma área em formato de meia lua. O volume d’água chega a atingir 1.000 metros cúbicos por segundo. Além disso, o passeio pelo Parque Nacional de Iguaçu permite visualizar inúmeras espécies da fauna e flora locais, o que é um bônus para os milhares de visitantes que se dirigem às cataratas anualmente.

 

Spread the love