Especial | Bairros

Moema: um bairro arborizado e surpreendente

Morar em Moema é sinônimo de praticidade e qualidade de vida, tendo como vizinho o Parque Ibirapuera

 

Ter o mais importante parque de São Paulo como “quintal” de casa é um privilégio de que os moradores de Moema podem desfrutar. Além disso, a região oferece uma ampla variedade de serviços e muita facilidade no deslocamento. Com seus condomínios de luxo e apartamentos amplos, geralmente com vista privilegiada para o verde, essa é uma região bastante cobiçada para se viver na capital paulista.

Um bairro extremamente tranquilo e arborizado, Moema se encontra na vizinhança de outras regiões muito valorizadas no mercado imobiliário, como a Vila Olímpia, Vila Nova Conceição, Jardim Luzitânia, Campo Belo e Brooklin. O bairro é subdividido em Moema Pássaros (a parte mais próxima ao Parque Ibirapuera, que tem ruas com nomes de pássaros, como Canário, Jacutinga, Inhambu, Gaivota, Pavão e Rouxinol) e Moema Índios (onde fica o Shopping Ibirapuera, a parte mais próxima ao Aeroporto de Congonhas, que tem ruas com nomes indígenas, como Maracatins, Nhambiquaras, Jandira e Jurema).

No século XIX, a região era uma propriedade rural que pertencia a Joaquim Pedro Celestino, mas a partir de 1880 as terras foram fracionadas e durante algum tempo ocupadas por imigrantes ingleses e alemães. Em suas redondezas foi loteado um sítio, já no início do século XX, que deu origem ao bairro de Indianápolis (nomeado em homenagem à cidade norte-americana de Indianapolis, capital do estado de Indiana), uma região industrial que atraiu também imigrantes russos e lituanos.

A localização onde hoje se encontra Moema era, inicialmente, uma parada de bondes a vapor, cortada pelos trilhos que uniam a cidade de São Paulo ao extinto município de Santo Amaro. Nos anos 1960, o então prefeito Faria Lima retirou os bondes da região, arborizando e asfaltando a Avenida Ibirapuera, o que foi o pontapé inicial para seu desenvolvimento. Por se tratar de um local plano, seus lotes e terrenos passaram a ser adquiridos por construtoras, que atuaram na verticalização do bairro. A região também recebeu investimentos para a construção do Shopping Ibirapuera, inaugurado em 1976. O empreendimento trouxe novos negócios e moradores para Moema, que se emancipou de Indianópolis em 1987, graças a um abaixo-assinado da população local.

 

 

Verticalização com qualidade de vida

De acordo com Sandra Jardim, corretora da Esquema Imóveis, o bairro de Moema, hoje, é bastante verticalizado, contando com mais de 760 condomínios de edifícios residenciais. “Apesar disso, ainda temos muitas casas, o que propicia o surgimento de lançamentos imobiliários cada vez mais sofisticados na região, favorecendo a predominância de uma arquitetura de traços modernos. Empreendimentos que trazem o nome de grifes famosas, de categoria internacional, estão se instalando em seus endereços, o que elevará cada vez mais o padrão de seus moradores”, observa.

Segundo a corretora, Moema é considerado atualmente como um dos melhores bairros paulistanos. Conforme apontam dados da Organização das Nações Unidas, em 2016 seu IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) foi maior que o da Noruega. “Isso quer dizer que morar em Moema é sinônimo de viver bem e em paz. Por conta disso, sua população é formada pelas classes média-alta e alta. São pessoas que buscam praticidade, infraestrutura completa, localização estratégica e qualidade de vida”, ressalta Sandra.

 

 

 

Conforme aponta a corretora, o valor do metro quadrado de Moema, para imóveis usados, varia entre R$ 10 mil e R$20 mil. “Já os mais novos e de altíssimo padrão podem chegar a R$ 28 mil por metro quadrado”, diz Sandra. Quanto ao tamanho dos imóveis, a maior parte possui metragem entre 100 e 200 m², embora existam empreendimentos com tamanho acima dessa média.

 

 

 

Variedade de comércio e serviços

Para Sandra, as vantagens de morar em Moema são muitas. Primeiramente, a corretora cita a facilidade de fazer tudo a pé, devido à topografia plana do bairro e à segurança de caminhar por suas ruas. Mesmo na parte da noite, é possível ver muitos moradores com seus pets, indo ou voltando da academia ou do metrô. Ela destaca ainda a existência de estabelecimentos comerciais tradicionais. “Você conhece a pessoa que te atende e ela te chama pelo nome. Até mesmo os donos de cachorros já são velhos amigos, que se encontram em passeios com os bichinhos”, comenta. Além disso, o deslocamento até o aeroporto é muito simples e rápido, assim como o acesso a grandes vias. “Também há boas feiras semanais, supermercados… Tem uma farmácia em cada esquina. E bairro conta com boas escolas.”

Outra atração de Moema, segundo Sandra, é a pitoresca Rua Normandia, que recebe muitos turistas principalmente aos finais de ano, quando é fechada para festividades e costuma ter até neve artificial. “Há também uma feira sazonal de artesanato na Praça Nossa Senhora da Aparecida, onde se reúnem artesãos com diferentes tipos de produtos”, conta. A corretora também destaca duas feiras livres na Alameda Jauaperi: uma entre as avenidas Jacutinga e Lavandisca, aos domingos, e a outra entre as avenidas Bem-Te-Vi e Pavão, às quartas feiras.

Para qualquer outro tipo de demanda comercial, o Shopping Ibirapuera conta com uma diversificada gama de lojas, além de inúmeras opções gastronômicas. “Se existe um bairro com restaurantes interessantes, é Moema”, afirma Sandra. Entre as recomendações da corretora estão o japonês Aoyama, o italiano La Nonna di Lucca, a Bráz Pizzaria e a Sala Vip. “Há também o Bistrô Grand Cru, para os amantes de vinho, pois fica dentro de uma adega, e a Casa Manzano, um bistrô localizado em um empório super charmoso, frequentado pelo cantor e compositor Toquinho. Se você der sorte, ele pode estar com amigos tão famosos quanto e dar um show na mesa ao lado”, comenta.

 

O charmoso bistrô Casa Manzano

 

Já o supermercado O Mambo é uma das opções para compras e entretenimento. “O mezanino tem um espaço para um cafezinho, acompanhando um bate-papo, ou até mesmo um vinho. A padaria deles também é boa”, recomenda Sandra. Outra padaria muito apreciada pelos moradores de Moema, com produtos artesanais, é Feito à Mão.

Há também vida noturna no bairro e, nesse sentido, uma das indicações da corretora é a casa de jazz Bourbon Street. “Para quem gosta desse estilo musical, é uma ótima pedida!” Outros bares muito frequentados são o Quintal do Espeto, Ton Ton Jazz, Bar Original, Bar do Alemão, Bar do Juarez e Armazém Paulista. A proximidade com a Vila Olímpia e o Itaim Bibi também permitem que os moradores de Moema aproveitem todas as opções de entretenimento desses dois bairros badalados.

 

Casa de jazz Bourbon Street

 

Entre os clubes frequentados pela população de Moema estão o Clube Atlético Monte Líbano, fundado pela comunidade libanesa, e o Esporte Clube Sírio, com atividades esportivas, sociais, culturais, recreativas e gastronômicas. No que diz respeito a escolas, a região conta com o Colégio Franciscano Nossa Senhora da Aparecida (CONSA) e a renomada Escola Móbile.

Além disso, Moema é servido por excelentes laboratórios médicos e hospitais, incluindo o Hospital Alvorada, e está localizado próximo a unidades hospitalares de bairros vizinhos, como a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), o Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (IAMSPE) e o Hospital Santa Paula. Já para o culto religioso, possui as igrejas Nossa Senhora da Aparecida (na praça com o mesmo nome), a Igreja Ortodoxa Russa e a Igreja Luterana.

Quanto à locomoção, há uma ampla variedade de opções no que diz respeito ao transporte público, com duas estações de metrô (Moema e Eucaliptos, da linha Lilás), assim como vias de acesso rápido, com corredores de ônibus e trafego, incluindo as avenidas Ibirapuera, Santo Amaro, República do Líbano, Moreira Guimarães e Bandeirantes. “Há também a ciclofaixa, que é muito usada”, observa Sandra.

No que diz respeito ao lazer, Moema tem ao seu dispor o Parque Ibirapuera, com uma área de 158 hectares e uma infinidade de opções culturais, recreativas e esportivas. O parque conta com museus (como o Museu de Arte Moderna – MAM, o Museu de Arte Contemporânea – MAC e o Museu AfroBrasil), a Oca e o Pavilhão da Bienal, auditório, planetário, quadras esportivas, ciclovias, pista de corrida, aparelhos de ginástica, playground, lagos e viveiro de plantas. Outro parque na região, para ter contato direto com a natureza e praticar atividades físicas, é o Parque das Bicicletas. Localizado entre as avenidas Ibirapuera e Indianópolis, é um espaço perfeito para quem gosta de pedalar, andar de patins, skate, patinete, caminhar e fazer exercícios ao ar livre.

 

 

Confira todos os imóveis disponíveis em Moema.

 

 

Spread the love