Arquitetura e Decoração

Está nascendo o novo símbolo de sofisticação em São Paulo

O Cidade Matarazzo, empreendimento que traz para a capital paulista o que há de mais avançado em design e tecnologia, já é uma realidade

 

O antigo Hospital Matarazzo, em um terreno que ocupa mais de 30 mil metros quadrados, nas proximidades da principal avenida de São Paulo, tem passado por uma impressionante transformação nos últimos meses. Em pouco tempo, a paisagem do complexo, que antes contemplava prédios tombados em estado de conservação precário, está se tornando uma verdadeira mini cidade no meio da metrópole.

A cada dia que passa, a evolução das obras do Cidade Matarazzo se torna mais evidente. O ambicioso empreendimento, que atualmente emprega cerca de 1.500 profissionais, com um total de 20 mil pessoas impactadas pelo projeto, destaca-se pela valorização da mão de obra e materiais locais, além da preservação da área verde do entorno e do patrimônio histórico que o terreno abriga. Ao todo, já foram 170 mil caminhões de terra retirados do terreno durante a construção.

A primeira fase do projeto tem sua entrega prevista entre o final de 2020 e início de 2021. Ela abrange toda a parte de hospitalidade, que inclui o Hotel Rosewood São Paulo (Torre Mata Atlântica e maternidade), a capela Santa Luzia, o prédio de escritórios (Matarazzo Office Building), e o espaço de eventos. Já a segunda fase inclui toda a parte de retail e a Casa Bradesco da Criatividade, com 34 pontos de gastronomia, uma loja de departamento com mais de 70 marcas exclusivas e 68 casas de artesãos. A segunda fase tem previsão de entrega para o final de 2021.

Idealizado pelo empresário francês Alexandre Allard, o Cidade Matarazzo busca resgatar o passado e ajudar a construir o futuro da capital paulista, com valores que enfatizam a cultura e a arte brasileiras, assim como nossa história, buscando um equilíbrio entre a sustentabilidade e a tecnologia. “O mais importante para nós é a criação e a qualidade”, afirmou Allard, que é apaixonado pelo Brasil há mais de 25 anos.

O respeito à filosofia de dar valor aos recursos locais está em todos os detalhes. Tanto os trabalhadores quanto fornecedores são de origem local, assim como os materiais utilizados na obra e nos acabamentos (mármores, madeiras, pedras, concreto, tecidos, etc.). Tudo isso seguindo um nível de exigência extremamente alto, dentro de um projeto de enorme complexidade, criado pelo premiado arquiteto Jean Nouvel e pelo renomado designer Philippe Starck.

A Torre Mata Atlântica, que abrigará o primeiro empreendimento da rede Rosewood no país e que marca a estreia do arquiteto Jean Nouvel na América Latina, é uma obra imponente e ambiciosa, caracterizada pelo traço inovador do arquiteto unido à exuberância da natureza brasileira. Ela se erguerá a mais de 100 metros de altura, como se fosse uma continuação vertical da área verde do complexo, um verdadeiro oásis em meio ao concreto da capital paulista.

Os apartamentos da torre possuem metragem que varia entre 109 a 600 m², de um a cinco dormitórios, todos com os serviços exclusivos da rede seis estrelas Rosewood. A marca nasceu em 1979, com a transformação de uma propriedade histórica em Dallas, nos Estados Unidos, no hotel e restaurante The Mansion on Turtle Creek. Desde então, tornou-se conhecida pela qualidade e excelência nos serviços, com 27 hotéis e resorts icônicos em 17 países (e mais 26 que serão abertos nos próximos anos), incluindo o conceituado Carlyle em Nova York e o Crillon em Paris.

Depois de concluídas as obras, o Cidade Matarazzo abrigará também a maior floresta urbana do mundo. São mais de 10 mil árvores nativas de Mata Atlântica brasileira, não somente no entorno como se estendendo verticalmente na torre principal, formando um corredor verde que sairá da Avenida Paulista e se espalhará pela área do complexo. A ideia da torre parte das formas da natureza, para humanizar a cidade e transformar a região em um verdadeiro parque. O jardim já conta com 250 espécies diferentes de orquídeas plantadas.

A arte é outro elemento essencial nesse projeto. Ao todo, são 50 artistas brasileiros envolvidos, criando instalações para os espaços comuns do Cidade Matarazzo, como parte integrante e permanente da arquitetura. Tudo isso em meio a um centro comercial com boulevard e mais de 70 marcas internacionais exclusivas, 34 restaurantes e 68 casas de artesãos dedicadas ao artesanato brasileiro, com uma alameda de moda praia brasileira e um espaço cultural – a Casa da Criatividade, que abrigará pelo menos três grandes exposições por ano.

Considerando que o empreendimento se encontra ao lado da Avenida Paulista, onde circulam aproximadamente 1 milhão de pessoas por dia, o complexo estará aberto a um número incontável de visitantes diariamente. Projeto cosmopolita que mistura a dolce vita italiana, o savoir faire francês e uma exuberante brasilidade, o Cidade Matarazzo é um passo em direção ao futuro que se concretiza na capital paulista.

Os diversos processos do restauro da capela histórica situada no complexo

 

Restauro do antigo Hospital Matarazzo, cujas obras andam em pleno vapor

 

Confira um vídeo mostrando a evolução das obras do Cidade Matarazzo. Veja também os imóveis disponíveis no empreendimento, com 122 m² e 411 m².

 

Spread the love