Arquitetura e Decoração

Home Staging em números e nosso case de sucesso

Conheça as estatísticas dessa ferramenta de marketing que só tende a crescer no mercado imobiliário brasileiro, por conta de sua estratégia

 

A primeira impressão é a que fica, sobretudo no mercado imobiliário de alto padrão. Para vender um imóvel, é preciso fazer com que o potencial comprador se apaixone pelo local e consiga visualizá-lo como sua nova moradia. É exatamente isso que faz o home staging, uma ferramenta de marketing que transforma o imóvel em um verdadeiro cenário de revista, potencializando as chances de venda.

De acordo com o diretor da empresa norte-americana Coldwell Banker Burnet Realty, um possível comprador toma sua decisão nos dez primeiros segundos após entrar em uma propriedade à venda. Ou seja, é preciso que o proprietário faça o possível para atrair seu cliente, aumentando as possibilidades de sucesso do negócio. Um home stager trabalha para que essa experiência da visita seja perfeita para o público-alvo, fazendo com que o imóvel se destaque no mercado.

 

Caso de sucesso

A home stager Fernanda Genthon realizou recentemente um trabalho no edifício residencial Vitra, para potencializar a venda de um apartamento. “O imóvel em questão não precisou de ajustes, como pintura ou mudanças no layout dos móveis. Entretanto, houve uma grande organização dos objetos pessoais dos moradores e a utilização adequada de acessórios, como mantas, livros e flores, para produzir uma atmosfera adequada, que gerasse links emocionais com o futuro comprador”, explica a profissional.

 

Ambientes do apartamento no residencial Vitra, antes e depois do home staging

 

De acordo com a especialista, o imóvel estava no mercado há um ano. Depois do serviço de staging, foi vendido em cerca de seis meses, sendo que durante cinco desses meses o Brasil passou por um período de grande indecisão econômica e política, por conta das eleições. Quando a situação do país se estabilizou, o trabalho de preparo do imóvel rendeu frutos. “O apartamento foi vendido um mês após as eleições”, conta Fernanda.

A ex-proprietária do imóvel no edifício Vitra acredita que os aspectos que fizeram a diferença na venda foram a dedicação da home stager e as fotos – além da parceria com a equipe de vendas e marketing da Esquema Imóveis, para identificar o público correto. “Ela transformou o apartamento: preparou o espaço e depois fotografou os ambientes em diferentes horários. Antes do home staging, tínhamos imagens do imóvel, mas ninguém havia se interessado”, comenta.

No total, foram duas semanas de trabalho, incluindo a preparação e a fotografia. A ex-proprietária explica que a família não estava em casa durante o processo de staging, mas afirma que as alterações não foram muito profundas. “O apartamento já era maravilhoso, mas ela o deixou ainda mais. Fez o trabalho que os decoradores não fizeram, realçando os ambientes”, observa.

Incluir flores, montar verdadeiros cenários em mesas e estantes, inserir luminárias, remover o excesso de almofadas e equilibrar as cores nos ambientes foram algumas das mudanças propostas por Fernanda para o apartamento no Vitra. “Ela nos explicou que os ambientes precisavam ficar mais clean, com menos objetos, para que não tivessem ‘a cara do dono’.  O home staging é algo que acontece muito nos Estados Unidos e vende bem, eles fazem milagres. Conhecendo o trabalho, eu sempre procurava mostrar o imóvel conforme as fotos”, conta a cliente. A estratégia teve resultados positivos e certamente deixou os ex-proprietários do imóvel satisfeitos.

 

Fotos: Fernanda Genthon

 

Home staging em números

Conforme demonstra o National Association of REALTORS® Research Group (grupo de pesquisas da associação norte-americana de corretores imobiliários), em seu relatório 2019 Profile of Home Staging, as estatísticas que comprovam os resultados do trabalho de home staging são extremamente promissoras:

  • 83% dos corretores disseram que o staging fez com que o comprador visualizasse com mais facilidade a propriedade como futura moradia.
  • 40% dos corretores afirmaram que o home staging teve um impacto na opinião da maioria dos compradores sobre um imóvel.
  • 25% dos corretores declararam que o home staging aumentou o valor de venda entre 1 e 5%, comparado a outras propriedades similares que não receberam esse trabalho.
  • 28% dos corretores declararam que houve redução no tempo do imóvel no mercado, após o trabalho de staging.
  • 26% dos corretores se ofereceram para pagar o home staging de um imóvel que estavam comercializando, para potencializar as chances de venda.
  • 82% dos entrevistados disseram que os compradores tinham ideias formadas sobre como queriam morar e o que esperavam de uma casa ideal antes de iniciar o processo da compra.

 

 

 

Spread the love