Viagem

Em busca do pôr do sol perfeito

Conheça alguns dos mais belos lugares do mundo para apreciar o espetáculo do sol se pondo

 

Pores do sol são românticos, inspiradores e fotogênicos. Apesar disso, a maioria das pessoas não tem tempo de parar, na correria do dia a dia, para contemplar o céu no final da tarde. Muitas vezes, também temos a impressão de que o sol se põe de maneira diferente em lugares como casas de campo ou de praia, por exemplo. Em grandes centros urbanos, é comum que os prédios e a poluição não nos permitam apreciar plenamente esse espetáculo da natureza.

Embora seja um fenômeno que aconteça todos os dias, no mundo inteiro, cada pôr do sol pode ser especial – principalmente se o local escolhido para apreciá-lo tiver uma vista aberta para o horizonte. Além disso, ver o céu no fim da tarde traz benefícios para o corpo: pesquisas indicam que observar o pôr do sol provoca uma sensação de bem-estar e relaxamento, o que ajuda a reduzir o estresse. Esse contato com a natureza age como uma fonte de energia para o organismo humano.

Ver o sol se pondo também é um modo de alimentar a alma, já que há milênios esse fenômeno tem sido inspiração para poetas, escritores, artistas e pessoas apaixonadas. Trata-se de uma experiência única de contemplação e reflexão, admirando a simplicidade e a beleza da nossa estrela mais próxima. A diversidade de cores presente no céu, nesse momento do dia, é uma dádiva gratuita, que desperta um sentimento de gratidão pela vida. É como se o tempo passasse de forma mais lenta que o normal e pudéssemos observar as coisas sob uma perspectiva mais ampla.

 

A ciência do pôr do sol

Estudos científicos comprovam que os pores do sol mais vívidos tendem a ocorrer no outono ou no inverno. Além disso, quanto mais puro o ar, mais nítida e colorida será a coloração do céu. Como a luz do sol é composta pelo espectro de cores do arco-íris e, no final da tarde, ela passa por uma camada atmosférica mais densa que durante o dia, os tons de azul se dissipam e uma quantidade maior de raios vermelhos e alaranjados chega aos nossos olhos.

Surpreendentemente, gostar do pôr do sol é resultado de uma vantagem evolutiva do ser humano. Embora isso não tenha muito impacto em nossa sobrevivência nos dias de hoje, o benefício de avaliar e apreciar a natureza está em perceber como as condições climáticas podem nos afetar. Pores do sol com tons mais avermelhados, por exemplo, são associados à alta pressão atmosférica, o que geralmente significa tempo estável.

Não se trata apenas de um sistema de previsão de tempo implantado em nosso código genético. Na verdade, o corpo humano desenvolveu o senso estético como parte de uma rede complexa de faculdades cerebrais. A beleza, de maneira simplista, serviria ao propósito de avaliar se algo está “certo” ou não – por exemplo, os atributos relacionados ao que é belo nas pessoas estariam relacionados à saúde física ou habilidade reprodutiva. O fato é que a ciência pode explicar nossa atração por um belo pôr do sol, mas nos sentimos tão arrebatados por esse fenômeno por conta de nossa sensibilidade, não pela racionalidade.

 

Os mais belos sunsets

Conheça alguns dos lugares mais incríveis do mundo para curtir o pôr do sol:

 

  • Saskatchewan, Canadá

Conhecida como Land of the Living Skies (ou Terra dos Céus Vivos), Saskatchewan tem um pôr do sol que vai de tons rosados a azulados, passando por um laranja intenso. Não é preciso de filtros para que as fotos tiradas do céu nessa cidade sejam fenomenais, porque não importa para onde você olha, o firmamento se estende por uma amplitude pouco vista em outros lugares do mundo. O fato de não haver prédios ou montanhas obstruindo o horizonte também permite aos observadores uma visão mais aberta desse verdadeiro espetáculo.

 

  • Davis Mountains, Estados Unidos

Os campos próximos a Davis Mountains, no Texas, podem parecer apenas uma terra inóspita, mas a vista do pôr do sol nessa região é simplesmente paradisíaca. O parque estadual onde se localizam as montanhas, cercadas por uma área semiárida, é muito popular entre praticantes de trilhas e camping. Acampar sob esse céu de cores extraordinárias certamente deve ser uma experiência única.

 

  • Grand Canyon, Estados Unidos

Emoldurado pela paisagem mágica dos cânions, o pôr do sol no Grand Canyon National Park, no Arizona, é um dos mais belos do mundo. Durante o verão, as tempestades formam enormes nuvens que refletem as cores dos raios solares nas paredes rochosas do parque. A formação dessa área de quase 5 mil quilômetros quadrados levou bilhões de anos, moldada e recortada pelas águas do Colorado River.

 

  • Hampi, Índia

Tombado pela Unesco, o agrupamento monumental de Hampi, na Índia, é um centro de peregrinação da religião hindu. Para chegar ao ponto mais alto das ruínas, onde o maravilhoso pôr do sol pode ser melhor apreciado, é preciso subir cerca de 570 degraus. Hampi foi a capital do Império Vijayanagar, no século XIV, e chegou a ser a segunda maior cidade medieval do mundo, perdendo apenas para Beijing. Muito rica e próspera, a região era ponto de passagem de viajantes portugueses e persas.

 

  • Phú Quốc Island, Vietnã

Na ilha de Phú Quốc, no Vietnã, as cores do pôr do sol são tão surreais (uma mistura entre azul, rosa, amarelo e laranja) que o céu e o mar parecem se confundir. Além desse espetáculo diário ao final da tarde, o local conta com praias idílicas, florestas verdejantes e uma atmosfera de tranquilidade; ou seja, trata-se de um refúgio perfeito. O norte da ilha abriga um parque preservado pela Unesco. Para os turistas, encontram-se nela também resorts luxuosos, bares e cafés.

 

  • Uluwatu, Bali

A estonteante costa de Uluwatu, em Bali, chama a atenção não apenas por suas praias belíssimas, mas pelo céu no final da tarde, que parece se incendiar com uma fusão de cores. Banhado pelo Oceano Índico, o local é muito procurado por surfistas, conta com excelentes beach clubs e abriga o histórico templo hindu de Pura Luhur Uluwatu, localizado em uma encosta rochosa de 70 metros de altura.

 

  • Victoria Falls, Zimbábue

Uma das sete maravilhas naturais do mundo, Victoria Falls está situada na fronteira entre o Zimbábue e Zâmbia. Por seu fluxo de água e sua altura, as cataratas, também conhecidas pelo nome indígena de Mosi-Oa-Tunya (que significa “fumaça e trovões”), são simplesmente extraordinárias, mas seu pôr do sol é um espetáculo à parte. Nas proximidades, também é possível apreciar rinocerontes brancos e elefantes no Zambezi National Park.

 

  • Capadócia, Turquia

A cidade histórica da Capadócia, na Turquia, é conhecida pelo espetáculo de centenas de balões de ar quente, uma experiência que os visitantes podem vivenciar todos os dias.  O pôr do sol, recortado pelas peculiares formações rochosas da região (em forma de chaminés) e as charmosas construções da cidade, é multicolorido e encantador. A melhor época para visitar a Capadócia é entre abril e junho, ou em setembro e outubro. Nesses meses, os dias são amenos, as noites agradáveis, e não chove muito.

 

  • Duna do Pôr do Sol, Jericoacoara/CE

Ao lado da vila de Jericoacoara, encontra-se uma duna alta e muito frequentada no final da tarde, de onde é possível observar o sol se pondo no mar de maneira belíssima. A praia é um tranquilo vilarejo de pescadores e também um santuário ecológico, já que a região faz parte de um Parque Nacional. Entre as atrações, além das praias e lagoas, está a maravilhosa gastronomia local. A Duna do Pôr do Sol também serve como fronteira entre as áreas de praticantes de windsurf e kitesurf.

 

  • Quinta da Baroneza, Bragança Paulista/SP

Um pôr do sol incrível também pode ser apreciado não muito longe da maior metrópole brasileira, na Quinta da Baroneza, um dos condomínios de campo mais badalados de São Paulo. Com mais de 10 milhões de metros quadrados, quase metade desse território ocupado por áreas verdes (inclusive trechos de Mata Atlântica), o condomínio de luxo permite aos moradores privacidade e contato direto com a natureza. Moldado pela paisagem exuberante, o pôr do sol em qualquer parte da Quinta da Baroneza é simplesmente idílico. Além disso, a infraestrutura de lazer disponível no local inclui campo de golfe, vila hípica, trilhas, ciclovias, piscinas e quadras esportivas.

 

Conheça todos os imóveis disponíveis na Quinta da Baroneza.

 

Spread the love