Gastronomia

Receitas dignas de chefs

Com o isolamento social e a necessidade de cozinhar em casa, chefs de restaurantes estão compartilhando seu conhecimento online

 

Para a maioria das pessoas, a quarentena por conta do coronavírus trouxe a necessidade preparar comida em casa. Por sorte, chefs de restaurantes premiados têm utilizado suas redes sociais para mostrar um pouco do que é possível fazer na cozinha. Depois do sucesso das lives de cantores e bandas, parece que é a vez dos grandes nomes da gastronomia nacional e internacional dominarem as transmissões ao vivo.

Diretamente de Roma, o estrelado chef italiano Massimo Bottura é um exemplo de cozinheiro que não tem medo de compartilhar seus segredos. Ao vivo em seu Instagram, o dono do Osteria Francescana cozinha diariamente em sua casa com a família, além de responder perguntas dos seguidores, em um projeto que chamou de Kitchen Quarantine.

 

 

Já a argentina Paola Carosella, conhecida por ser uma das juradas do programa MasterChef Brasil, não apenas tem realizado entregas de pratos do restaurante Arturito (em quantidades limitadas e feitas pelas mãos da própria chef), como também possui uma série online, dirigida por seu marido, o fotógrafo Jason Lowe: Nossa Cozinha.

Quem também conta com uma série gastronômica, disponível no canal Panelinha do YouTube, é a versátil chef Rita Lobo. Voltada para quem não tem muita prática com as panelas, Rita, Help #Coronavírus ensina a preparar os mais diversos pratos, com muitas opções saudáveis, ajudando quem está um pouco perdido na cozinha durante a quarentena.

Ana Luiza Trajano, chef do Instituto Brasil a Gosto, também preparou um material online e gratuito para ajudar as pessoas que estão isoladas a cozinharem suas refeições. O projeto, chamado de Cesta Básica, dá orientações sobre lista de compras, utensílios para quem está começando, receitas básicas e uma dica de cardápio para duas semanas. A chef também posta no Instagram e no YouTube, periodicamente, vídeos explicando algumas de suas receitas.

O chef Paulo Tarso, por sua vez, proprietário do conceituado restaurante Rubrio, tem realizado “pílulas virtuais” do curso que costuma ministrar presencialmente. Compartilhando receitas simples, como omelete, bolo de cenoura e bife à milanesa, o cozinheiro traz dicas e novidades praticamente todos os dias para quem o segue nas redes sociais.

Enquanto isso, o chef Renato Carioni, do restaurante italiano Così, traz uma diversidade enorme de receitas e ingredientes para seus seguidores, atendendo também ao público vegano. Ele ainda dá bons exemplos no que diz respeito aos preparos, incentivando o aproveitamento de produtos e estimulando a sustentabilidade, com a redução do lixo produzido.

Outra chef que vale a pena seguir nas redes é Heloísa Bacellar, do restaurante Lá da Venda. Na série Sobrevivendo na Cozinha, disponível em seu site, a cozinheira compartilha seus truques e receitas, que vão desde lanches simples e doces deliciosos até legumes, carnes e peixes com preparos mais complexos.

Para quem quer testar os dotes culinários e, de quebra, ter uma alimentação mais saudável, a apresentadora e culinarista Bela Gil, do programa Bela Cozinha, tem gravado stories em seu Instagram, contando um pouco sobre as receitas que tem feito com os filhos durante o isolamento. Ela também mantém sua linha orgânica e natural, mas com sabor, em lives no canal da GNT no YouTube.

Vale ressaltar uma excelente iniciativa do @farturabrasil (Fartura – Comida do Brasil) no Instagram, que surgiu durante a pandemia para promover conversas com chefs. O projeto Chefs ao Vivo na Sua Casa transmite bate-papos sobre cozinha e quarentena, mediados pela curadora gastronômica Luiza Fecarotta, nos quais os profissionais compartilham toda a sua experiência e dão dicas para as pessoas cozinharem (e, consequentemente, comerem) melhor neste período.

 

Doces, pães e drinks

Não só de almoço e jantar vivem os “quarenteners”. Há também opções de aprendizado para quem deseja se aventurar na confeitaria ou na produção de pães caseiros, por exemplo.

A nutricionista e cozinheira Neide Rigo tem divulgado em seu Instagram dicas para fazer massas fermentadas naturalmente, com receitas simples que podem ser preparadas em casa. Na série que ela chama de Neideflix, é possível acompanhar o preparo detalhado de pães caseiros. Além disso, Neide compartilha dicas preciosas sobre como reaproveitar alimentos – transformando um bolo “amanhecido” em farofa, por exemplo – para ninguém ter que jogar comida fora.

Os amantes de pães também devem conhecer o jornalista e padeiro Luiz Americo Camargo. Além de escrever no blog Paladar Estadão, ele compartilha uma playlist aberta e gratuita no Spotify, chamada Pão Nosso, em que detalha o passo a passo para fazer pães de fermentação natural (preparados apenas com farinha, sal e água). O podcast dá todas as dicas para aqueles pãezinhos de casca crocante e miolo macio.

Para os que pretendem se arriscar no preparo de doces e dominam bem o idioma inglês, vale conferir o Instagram e o YouTube da confeiteira Christina Tosi. Com lives diárias, ela posta antecipadamente os ingredientes das receitas, para que os seguidores possam acompanhar ao vivo os preparos de seus bolos, tortas, cookies e sobremesas.

 

 

Referência em confeitaria no Brasil, a chef Carole Crema também tem disponibilizado online diversas receitas, tanto de pratos doces quanto salgados. Basta seguir o Instagram da confeiteira e preparar o avental, porque não há nada como ficar em casa em dias frios para dar aquela vontade de um docinho…

Já o site thebar.com ajuda a matar a saudade dos drinks que alegravam as festinhas e happy hours. É só ver as bebidas que você tem em casa e procurar receitas de coquetéis que podem ser preparados com elas. Na mesma linha, os aplicativos Cocktail Flow e Brasil Drinks dão o passo a passo de centenas de drinks, para transformar qualquer pessoa em um verdadeiro bartender.

 

 

Apps de receitas, aqui vamos nós!

Os aplicativos também podem ser uma solução muito prática na hora de preparar suas refeições. Alguns deles permitem selecionar os ingredientes que você tem em casa, oferecendo sugestões de receitas para determinados produtos. Ideias certamente não vão faltar, com estas dicas de apps culinários para baixar gratuitamente:

Tastemade – Os vídeos são rápidos e didáticos, com receitas simples. Há opções para todos os gostos, desde sobremesas a refeições saudáveis.

Tudo Gostoso Receitas – São mais de 170 mil receitas, em português, com indicações sobre ingredientes, tempo e modo de preparo.

Cozinha Fit & Fat – Receitas nutritivas, feitas com ingredientes simples, incluindo vídeos ensinando o preparo e entrevistas sobre alimentação.

Tasty Receitas – Em inglês, com mais de 3 mil receitas e instruções em vídeo, detalhando os preparos de cada prato.

Receitas de Liquidificador – Em português, o aplicativo ensina a fazer receitas fáceis, salgadas e doces, e até mesmo bebidas, tudo preparado no liquidificador.

Receitas Vegetarianas – Com receitas práticas, para vegetarianos e veganos, o app oferece opções de lanches, petiscos, doces e pratos mais elaborados, além de bebidas detox.

PetitCHEF – O aplicativo permite buscar milhares de receitas, por ingredientes ou categorias (entrada, prato principal, aperitivo, sobremesa). Conta com vídeos demonstrativos.

Mesmo para quem não tem muita habilidade, informações e conhecimento compartilhado é o que não falta na internet. Basta fazer sua lista de ingredientes, comprar online ou ir ao mercado (passando o menor tempo possível fora de casa) e colocar a mão na massa – literalmente. Além de garantir refeições mais saborosas, preparar receitas simples com o que você tem em casa pode garantir uma quarentena mais saudável e com menos desperdícios.

 

 

Spread the love